domingo, 28 de fevereiro de 2010

29º dia - Montevideo/Uruguai a Guaíba/RS - 870km

Acordamos "cedão" hoje, pois tinhamos muita estrada pela frente. Abastecemos a moto e "adelante". Passamos novamente pela "costaneira", ou "rambla", como chamam por lá. Linda e extensa.


a rambla de Montevideo


E fomos costeando o Atlântico, por dezenas de quilômetros. Passamos por várias "prainhas" pelo caminho, até que entramos em uma autoestrada em direção a Punta del Este.


retas e bom asfalto


Temperatura agradável, com o tempo mesclando sol e nuvens. Ideal.

Punta del Este um caso a parte. Lindíssima. Lindas casas e edifícios. Paramos no "areião" para tirarmos uma foto na escultura da mão, na beira da praia. E o calor já "pegando". Compramos uma água e seguimos viagem, por longas e intermináveis retas.

chegando em Punta del Este


cassino Conrad







Em Rocha, paramos para um almoço. Quase uma hora de descanso. Aproveitei para colar um dos nossos adesivos em uma vidraça do restaurante, cheia de "calcos" de todas as partes, mas com muitos de brasileiros.


deixando um adesivo de "recuerdo"


contando o que restou da "plata" uruguaia


hora do almoço


No caminho, entramos na Fortaleza de Santa Teresa. Lugar magnífico e bem conservado, dentro de um parque que foi criado para preservar a mesma, o Parque Nacional de Santa Teresa. A entrada é bem legal, com asfalto, cercada de coqueiros. E o forte impressiona pelo tamanho. São vários canhões e salas, com armas e roupas de época. Interessante. Vale a pena conhecer. Ficamos mais de uma hora no local. Depois da visita, seguimos viagem.

entrada do parque


administração do parque


alguns bichinhos bem a vontade


nos recebendo


linda e impressionante visão do forte


vamos lá







paredes duplas? ou triplas?










semi-novo






banheiro


igreja


uma das salas de exposição


ferraria do forte


algumas relíquias expostas


um dos marcos do tratado de 1750










Fortaleza de Santa Teresa


Depois do momento cultural na Fortaleza, chegamos na "organizada" Chuy. Carimbamos os passaportes e antes de sairmos de fato do Uruguai, abastecemos a moto, com os últimos "trocos" da moeda local.


chegando no Chuy


Cruzamos a barreira da Receita Federal, sem parada, e subimos por uma longa reta até Río Grande. Monotona, diria, mas que rendeu bem. Deixei a moto no piloto automático a 140 km/h, direto. Passamos pelo Taim. Lindo local.


entrando no Taim


passando por Pelotas/RS


Em Río Grande, paramos para abastecer a moto e tivemos que decidir na hora onde iríamos parar hoje, pois saímos sem destino. Caçapava do Sul? Río Grande? Pelotas? Canguçu? Porto Alegre??? Ligamos para o amigo Fábio de Guaíba. Acertamos o encontro e seguimos no trecho, já 18h.


em direção a Guaíba


escurecendo




Fizemos uma última parada em Cristal, para dar uma "esticada". Aproveitamos para limpar o parabrisa da moto que estava "crivado" de bichinhos, prejudicando a pilotagem. Tomamos uma coca-cola e comemos um chocolate para não dar sono.


limpando o parabrisa


Como previsto, 3h depois chegamos aqui em Guaíba. Fomos recepcionados pelos amigos Fábio e Sara. Tomamos "aquele" banho. Fizeram uma janta legal agora a pouco. E depois uma boa e gelada cerveja que não pode faltar na casa dos amigos "Kakinhos". Ficamos até quase 1h da madrugada, colocando o papo em "dia".

Muito bom rever os amigos. Rodamos mais de 800km hoje, tranquilos. E amanhã nos encaminhamos para o último dia da viagem. Já estamos com saudades de tudo kkk.

Forte abraço a todos!

2 comentários:

  1. pouco mais de 800km deu muito mais rsrsrs roda bem esta maquina hein

    ResponderExcluir
  2. Aqui Gerson Weber, mais conhecido como Elvis no motociclismo, te conheci comercialmente , mas agora vejo que temos a mesma paixão por Aventuras.
    Muito legal o teu relato e fotos, e melhor saber que tem o Kakinhos do Sul como amigos.
    Abraço

    ResponderExcluir