terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

04º dia - Neuquén/ARG a Puerto Montt/CH - 913km


Acordamos cedo e tomamos o café da manhã, como sempre, com aquelas "medialunas". Abasteci o bitrem e paramos numa casa de câmbio para trocar dólares. Demoramos bastante até sair da cidade, pois tinha muito trânsito.


guerreira 1


guerreira 2





abastecendo a RT


limpando o pára-brisa


Pelo caminho, avistamos muitas paisagens lindas. E a vegetação típica do deserto argentino começa a aparecer. Pegamos mais uma vez aquelas retas intermináveis, com vários pontos em reparo.




visual show


intermináveis retas


ruta em reparação




Em Vila Piedra del Aguila, encontramos um senhor de Neuquén, fazendo um passeio de moto, com vários acessórios, até com um "pelegão" no banco. Uma "tela". Conversamos bastante e depois trocamos adesivos.
Abastecemos a moto e seguimos.


parada em Piedra del Aguila




A paisagem começa a mudar e o vento já começando a ficar gelado e com grande intensidade. A estrada antes somente de retas, começa a dar lugar para as curvas.









fomos "obrigados" a rodar nessas estradas hehe


verificando o gps


chegando em "Confluencia"




Curvas e mais curvas. E seguimos por "dentro" das montanhas e riachos. Um visual fantástico. Em Confluencia, Villa Traful, já de tarde, paramos para um café e um lanche. Abastecemos a moto com a gasolina Fangio, pois a "super" e "normal" estava em falta.




estación servicio Confluencia



lindo lugar


Avistamos uma Honda Varadero com placa de Santa Maria/RS, no mesmo posto. Ali conhecemos os "Gaudérios do Asfalto" João Jahnke e sua esposa. Pessoas simpáticas. Trocamos e-mails e seguimos no trecho. Eles estavam retornando, fazendo o caminho inverso do nosso.


moto do "gaudério" de Santa Maria


amigo João Jahnke e esposa




seguimos em direção a Bariloche






os "nevados" à vista


Infelizmente tivemos que passar "direto" no trevo de Bariloche. Não entramos na cidade. Seguimos para Villa La Angostura. Estrada linda, de filme. Bosques, cachoeiras e o lago Nahuel Huapi, de matar de inveja qualquer um. Ali já começa a aparecer os primeiros picos nevados, no horizonte.


San Carlos de Bariloche











Em Villa La Angostura, fizemos o último abastecimento, aproveitando o valor mais em conta da gasolina argentina. Aproveitei para limpar o pára-brisa da RT.


passando por Villa La Angostura





E fomos para a aduana argentina, alguns quilômetros a frente. Passamos pelo Paso Cardenal Samoré. Mais adiante, outra, a chilena. Mas foi rápido. Fomos "serpenteando" a reserva. A mesma estrada, com lindos bosques.







aduana Argentina





Cerro Pantojo






aduana Chile


"totózinhos" revirando tudo


ali não escapa nada


Antes de chegarmos a Osorno, começou um temporal que até árvores derrubou. Paramos para colocar o conjunto de chuva, para garantir. Chuva e mais chuva. E agora, o frio.


tempestade à vista


Tomamos a Ruta 5 em direção ao sul, a Puerto Montt. Abaixo de água, é claro. Chegamos aqui e já fomos procurar "una habitacion". O Chile, como sempre, caro. Mas encontramos, "sem querer", um bom hotel. Localizado no centro, por $ 15.000 pesos chilenos, o que dá, mais ou menos, U$ 30. Show.

Descarregamos as tralhas e fomos tomar um delicioso banho, quentinho. Agora a pouco voltamos de uma janta, num restaurante próximo do hotel. Bem simples, mas bom. Com direito a uma Heineken de litro. Valeu a pena depois dos 913km rodados.


uma gelada, nem tanto...


Amanhã iniciaremos de fato o nosso projeto, a Carretera Austral.

Forte abraço a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário